Sobe aprovação de líder israelense

O ataque aéreo do dia 6 contra o norte da Síria causou um grande aumento na popularidade do primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert. Segundo pesquisa do Instituto Dahaf, 35% dos israelenses estão satisfeitos com o governo de Olmert - 10 pontos porcentuais a mais do que o índice registrado na última pesquisa, no dia 7. Entre os entrevistados, 27% disseram que o ataque melhorou sua opinião sobre o premiê, que ontem posou para fotógrafos em meio a uma campanha em favor da doação de sangue. A aprovação de Olmert tinha caído para apenas 2% logo após a guerra contra o grupo xiita libanês Hezbollah - entre julho e agosto do ano passado -, enquanto o ambiente político do país estava contaminado por uma série de escândalos de corrupção. Em março, ele chegou a admitir que era "um líder impopular".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.