AFP PHOTO / NOE PEREZ
AFP PHOTO / NOE PEREZ

Sobe para 112 o número de mortos pela erupção de vulcão na Guatemala

Um homem faleceu no México na terça-feira, 19; mais cedo, uma menina, também vítima do vulcão, morreu nos EUA

O Estado de S.Paulo

20 de junho de 2018 | 04h02

CIDADE DA GUATEMALA - O número de vítimas do Vulcão de Fogo, que atingiu a Guatemala no último dia 3 de junho, subiu para 112. Um homem guatemalteco, de 43 anos, faleceu na terça-feira, 19, no México, para onde tinha sido levado para que se recuperar dos ferimentos que sofreu após a erupção.

O ministro de Saúde Pública e Assistência Social, Carlos Soto, confirmou através das suas redes sociais a morte do homem, "que tinha perdido toda sua família na erupção" do vulcão, a maior dos últimos anos. "Há dias como hoje que não apenas machucam o coração, mas também a alma", disse o ministro.

O guatemalteco foi a segunda vítima fatal do dia. Mais cedo, uma das meninas que foi levada aos Estados Unidos para receber atendimento médico após ser ferida pela erupção do Vulcão de Fogo não resistiu aos ferimentos, informou nesta terça-feira o ministro.  

O Ministério da Saúde informou que a morte da menina, que não foi identificada, deveu-se à "gravidade das queimaduras nas vias respiratórias" e acrescentou que já estão sendo tomadas medidas para a repatriação do corpo, cujas despesas serão cobertas pelo governo.

+ Mulher chora 36 parentes mortos ou desaparecidos em erupção na Guatemala

+ Guatemala tem dificuldade para identificar vítimas do Vulcão de Fogo, que registra nova atividade

No Hospital Shriners Galveston, localizado no Texas, havia sete menores internados, enquanto no México havia outras seis pessoas.

O Vulcão de Fogo deixou ainda quase 200 pessoas desaparecidas e mais de 1,7 milhões de guatemaltecos afetados. /EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.