Sobe para 13 o número de mortos em atentados na Índia

Pelo menos 13 pessoas morreram e 51 ficaram feridas na explosão de duas bombas na noite deste domingo em dois locais diferentes da cidade de Guwahati, no estado nordeste indiano de Assam, informou à EFE uma fonte policial local.Uma fonte do hospital que socorreu a maior parte dos feridos disse à EFE que duas pessoas morreram no centro médico nas últimas horas, o que elevaria o número de mortos. Do posto policial próximo ao mercado de Fancy Bazar, onde aconteceu a explosão mais grave deixando inicialmente oito mortos e 45 feridos, a fonte policial, que pediu o anonimato, relatou que a rua estava com o trânsito interrompido em função de um alerta de segurança.A outra bomba, de menor potência, explodiu 25 minutos antes nas cercanias da refinaria local, deixando quatro mortos e cinco feridos, segundo outra fonte da Polícia citada pela agência "PTI".As forças de segurança mantêm, nesta segunda-feira, como principal hipótese a versão de os atentados terem sido obra da separatista Frente Unida para a Libertação de Assam (ULFA), embora ontem um alto funcionário estatal não tenha descartado a autoria a radicais islamitas.Fontes do hospital para onde foram encaminhados muitos dos feridos disseram à EFE que nove pessoas morreram. "Chegaram ao hospital 16 pessoas, mas duas delas faleceram horasmais tarde. Os 14 feridos que estão aqui se encontram sob tratamento, e felizmente todos eles estão estáveis", relatou um médico do hospital.O restante dos feridos, que incluíam em um primeiro momento cerca de 20 pessoas em estado crítico, se encontra em diferentes centros de saúde da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.