Sobe para 16 número de vítimas do Ebola no Gabão

O número de mortes provocadas por um surto do vírus Ebola no Gabão subiu nesta quarta-feira para 16, enquanto uma equipe internacional de especialistas procurava outras possíveis vítimas na nação centro-africana, informou a Organização Mundial da Saúde (OMS). Funcionários da organização identificaram 27 supostos casos, incluindo os mortos, disse o porta-voz da OMS, Gregary Hartl, falando por telefone de Genebra. Não havia, no entanto, indícios de expansão do surto. As cifras estão aumentando, segundo Hartl, porque foram identificadas mais vítimas e não porque tenham surgido novos casos. O ministério da Saúde do Gabão confirmou até agora 16 casos, dos quais 12 mortais. A OMS disse que apenas oito casos foram confirmados por análises em laboratório, mas médicos gaboneses afirmaram que os sintomas apresentados pelos demais sugerem tratar-se do Ebola. O Ebola provoca uma das doenças mais mortais conhecidas e causa a morte de 50% a 90% de suas vítimas. O vírus é transmitido através dos fluidos corporais, como muco, saliva e sangue. Fica incubado durante 4 a 10 dias até surgirem sintomas similares aos da gripe. Logo em seguida, o vírus provoca hemorragias internas, vômitos e diarréia.

Agencia Estado,

19 de dezembro de 2001 | 17h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.