Sobe para 17 o número de mortos em Haifa

O número de vítimas fatais do atentado deste domingo em Haifa, cidade portuária no norte de Israel, subiu para 17, incluindo o palestino suicida. As outras 16 vítimas são israelenses, duas delas mulheres que haviam sido internadas em estado grave. A explosão foi detonada por um homem-bomba dentro de um restaurante, lotado, vizinho a um shopping center. O estouro abriu um buraco no teto do restaurante. O atentado teve sua autoria reivindicada por uma facção da milícia islâmica Hamas em conjunto com o grupo Al-Jihad. Foi o quarto ataque a bomba em cinco dias, seguido, menos de duas horas depois, por outro atentado no assentamento judaico de Efrat, na Cisjordânia. Um assessor do primeiro-ministro Ariel Sharon afirmou que, em resposta, as forças israelenses poderão acelerar a ofensiva às áreas palestinas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.