Sobe para 25 nº de mortos por chuvas na Venezuela

Pelo menos 25 pessoas morreram por causa das fortes chuvas que atingem alguns Estados do norte e do centro da Venezuela nos últimos dias. Milhares de pessoas foram prejudicadas pelas águas, e duas das principais refinarias de petróleo da Venezuela têm dificuldade para operar, informaram hoje as autoridades.

AE, Agência Estado

30 de novembro de 2010 | 14h08

O governador do Estado de Miranda, no centro da Venezuela, Henrique Capriles, decretou "estado de alerta" para agilizar o envio de recursos e ajuda para cerca de 16 mil pessoas afetadas pelas chuvas. Capriles, que faz oposição ao presidente Hugo Chávez, pediu que o líder do país decrete estado de emergência em Miranda. No Estado de Vargas, na costa do país, também houve problemas.

Até ontem, as autoridades registravam 13 mortes, mas foram confirmadas hoje mais 12, duas em Vargas, oito em Miranda e duas em Caracas. Chávez decretou ontem "estado de emergência" no Estado de Falcón, no oeste do país. Nessa área, cerca de 25 mil pessoas foram afetadas pelas chuvas. Em toda a Venezuela, há mais de 50 mil afetados. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ambientechuvaVenezuela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.