Sobe para 26 o número de mortos em mina na China

No momento da explosão, havia 46 trabalhadores na mina; 20 conseguiram escapar

Efe,

09 de dezembro de 2010 | 03h09

PEQUIM - O número de mortos após uma explosão de gás metano em uma mina de carvão na província chinesa de Henan chegou a 26, informou nesta quinta-feira, 9, o periódico Xin Beijing.

 

No momento da explosão, que aconteceu na terça-feira, 7, 46 trabalhadores estavam no interior da mina, sendo que 20 conseguiram escapar.

O acidente aconteceu em uma mina da Companhia de Indústria de Carvão Juyuan no distrito de Mianchi, na cidade de Sanmenxia.

 

A empresa, que se fundiu recentemente com a estatal Grupo de Indústria do Carvão Yima, possui minas de carvão em cinco províncias e regiões e emprega 50 mil trabalhadores.

O poço onde aconteceu o acidente pode produzir até 150 mil toneladas anuais de carvão, mas estava em reestruturação, sem autorização para operar.

 

O proprietário da mina fugiu após o acidente, mas já foi localizado e detido, enquanto a polícia abriu uma investigação para esclarecer as causas da explosão.

Em 2009, mais de 2.600 mineiros morreram em jazidas de carvão na China por causa do aumento dos riscos, já que cada vez mais é preciso fazer perfurações a maior profundidade.

 

Diante desta situação, um novo regulamento entrou em vigor em 7 de outubro, obrigando os chefes das minas a descerem aos poços junto com os trabalhadores, em uma tentativa de reforçar as medidas de segurança.

 

O novo regulamento estabelece que em caso de acidente em mina onde não houver nenhum responsável, a companhia proprietária poderá ser multada em até 5 milhões de yuans (US$ 737.964).

Tudo o que sabemos sobre:
Explosão, China, mina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.