Sobe para 27 número de mortos em atentado no Irã

Subiu para 27 hoje o número de mortos em um duplo atentado suicida no sudeste do Irã, ocorrido ontem. O grupo sunita rebelde Jundallah reivindicou o ataque, em um comunicado divulgado em seu site.

AE, Agência Estado

16 de julho de 2010 | 13h53

A organização rebelde está ativa na província de Sistan-Baluquistão há quase uma década. Os rebeldes disseram que a intenção era atacar a Guarda Revolucionária, uma força iraniana de elite, que comemorava o Dia dos Guardas, na capital provincial de Zahedan.

O grupo afirmou que o ataque foi uma resposta "às atrocidades ininterruptas no Baluquistão realizadas pelo regime". O Jundallah se referiu à morte de um líder do grupo, Abdolmalek Rigi, em 20 de junho. Rigi morreu quando aviões de combate iranianos atacaram a aeronave em que ele estava, que partira dos Emirados Árabes e seguiria para o Quirguistão. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Irãatentadomortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.