Sobe para 27 número de mortos por terremoto na Itália

O número de mortos no terremoto de magnitude de 6,3 na escala Richter, que atingiu a região central da Itália às 3h32 de hoje (horário local, às 22h32 de ontem em Brasília), subiu para 27. Entre as vítimas estão 5 crianças.

AE-DOW JONES, Agencia Estado

06 de abril de 2009 | 05h10

Os serviços de emergência foram acionados para retirar muitas pessoas presas em milhares de casas e blocos de apartamentos que desmoronaram. O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, declarou estado de emergência.

L''Aquila, capital da região Abruzzo, a cerca de 100 quilômetros ao norte de Roma, registrou o epicentro do terremoto, segundo o U.S. Geological Survey (USGS - órgão de pesquisa geológica americano). Milhares dos 60.000 moradores da cidade fugiram para as ruas temendo novos tremores.

Centenas de pessoas, algumas em choque e outras chorando, esperavam do lado de fora do principal hospital de L''Aquila por atendimento, relatou a agência de notícias ANSA, acrescentando que as autoridades hospitalares planejam criar um hospital de campanha. O hospital universitário da cidade foi declarado com capacidade esgotada, por temores de colapso. As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
TerremotoItáliaamplia 4

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.