Sobe para 29 número de mortos em explosão no México

O número de mortos na explosão de um oleoduto no Estado mexicano de Puebla passou de 27 para 29, anunciaram autoridades locais hoje. A cifra foi atualizada depois de equipes de resgate terem encontrado os restos de um bebê nos braços de sua mãe. Ambos morreram carbonizados.

AE, Agência Estado

21 de dezembro de 2010 | 19h41

Os corpos do bebê e da mãe não foram percebidos inicialmente antes porque se confundiam um com o outro nos destroços da explosão seguida de incêndio de anteontem, relatou Noé Torres, porta-voz da Secretaria de Governo de Puebla, na região central do México.

Ainda segundo ele, seis das 52 pessoas feridas no incidente ocorrido no domingo continuavam internadas. Cinco dessas pessoas apresentam quadro clínico considerado grave, prosseguiu o porta-voz. A explosão também afetou 115 imóveis, 32 dos quais foram totalmente destruídos.

O oleoduto em questão passa pela zona urbana de San Martín Texmelucan, cerca de 90 quilômetros ao leste da Cidade do México, e a área afetada abrangia um raio de cinco quilômetros do local onde originou-se a explosão. Suspeita-se que a explosão tenha ocorrido em um ponto do oleoduto de onde pessoas tentavam roubar petróleo. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Méxicoexplosãomortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.