Sobe para 291 número de mortes por epidemia de cólera no Haiti

Nas últimas 24 horas, 25 pessoas morreram; número de casos registrados é de 3.612

estadão.com.br,

26 de outubro de 2010 | 16h08

PORTO PRÍNCIPE - Subiu para 284 o número de mortes causadas por uma epidemia de cólera no Haiti, anunciaram autoridades sanitárias nesta terça-feira, 26. Nas últimas 24 horas, 25 pessoas morreram. O número de casos registrados é de 3.612.

Veja também:

linkHaiti confirma 1º caso de cólera em Porto Príncipe

Mais cedo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou desconhecer a origem da epidemia. "Não sabemos a origem do surto de cólera", disse Fadela Chaib, porta-voz da OMS.

Ele, porém, garantiu que estão sendo feitas "análises pertinentes para determinar as causas", já que esta doença não é endêmica no país e, além disso, não havia sido registrado nenhum caso em um século.

O surto se concentra no departamento de Artibonite, no norte do país. Os municípios mais afetados são Saint Marc, Marchand-Dessalines e Grande Salines. Casos também foram registrados em Mirebalaism, no leste, e na capital Porto Príncipe, no centro.

A maior preocupação das autoridades é que a doença não chegue nos acampamentos dos desabrigados pelo terremoto de janeiro.

Aproximadamente 1,3 milhão de pessoas vivem em barracas e em condições precárias de higiene, o que poderia potencializar a disseminação da cólera.

 

Atualizado às 18h03

Tudo o que sabemos sobre:
cólera no HaitiHaitiOMS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.