Sobe para 32 o número de mortos após acidente de ônibus nas Filipinas 

Veículo caiu de um barranco a 24 metros de altura

O Estado de S.Paulo

19 Abril 2017 | 01h46

MANILA - As autoridades de Filipinas elevaram para 32 o número de mortos no acidente de ônibus ocorrido na terça-feira, 18, em Carranglan, a 100 quilômetros ao norte da capital Manila. Outros 38 pessoas ficaram feridas após o ocorrido. A atualização foi feita nesta quarta-feira. 

O ônibus, com 70 pessoas e capacidade de apenas 45, caiu em um barranco de 24 metros de altura na cidade que fica no centro da ilha de Luzón. 

O acidente ocorreu porque os freios do veiculo falharam e o motorista perdeu o controle, segundo o inspetor chefe da polícia local, Robert de Guzman. A versão foi confirmada por alguns sobreviventes. 

O veiculo ficou completamente destruído. Dados da investigação indicam que o motorista estaria em velocidade excessiva e teria ultrapassado outros veículos antes do acidente. Os feridos foram deslocados para hospitais da região. 

O governo expressou as condolências e prometeu fazer com que os culpados assumam a responsabilidade pelo acidente. 

Esse foi um dos acidentes em estradas mais graves dos últimos anos no país. Em fevereiro, um ônibus com estudantes universitários colidiu com um poste no entorno da capital, causando 14 mortes. 

Esses acidentes são habituais nas Filipinas. Idade elevada e manutenção insuficiente dos ônibus, longas jornadas de trabalho e práticas arriscadas dos motoristas, além de estradas em mal estado e mal iluminadas, agravam o cenário. / EFE

Mais conteúdo sobre:
MANILAFilipinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.