Sobe para 33 número de mortos em ataques no Iraque

Subiu para 33 o número de mortos em ataques ocorridos nesta segunda-feira no Iraque. Outras 80 pessoas estão feridas, segundo as autoridades. O episódio foi o mais recente antes das primeira eleições parlamentares, após a saída das tropas americanas no final de 2011.

Agência Estado

21 de abril de 2014 | 17h32

Na noite de segunda-feira, mais quatro bombas explodiram partes de Bagdá, matando ao menos 14 pessoas e deixando 40 feridos, de acordo com as autoridades.

Mais cedo, um carro bomba explodiu próximo a um posto policial em ataque suicida no centro da cidade de Suwayrah, a cerca de 40 quilômetros ao sul de Bagdá. O episódio deixou 12 mortos, sendo cinco policiais e sete civis, e 19 feridos no local.

Nas proximidades da cidade de Madain, a 20 quilômetros ao sudeste de Bagdá, outro carro bomba explodiu na porta de quartel do exército, matando três soldados e dois civis. Vinte pessoas ficaram feridas no ataque.

Ao norte da cidade de Mishahda, a cerca de 30 quilômetros de Bagdá, um soldado iraquiano morreu e outros três ficaram feridos após o veículo em que estavam ser atingido por uma bomba, relatam as autoridades. Em Latifiyah, distante 30 quilômetros da capital, um atirador matou um civil e feriu outros dois.

No último ano, os níveis de violência no Iraque se igualaram aos observados em 2008. De acordo com as Nações Unidas, 8.868 pessoas foram mortas no último ano no país. Ontem pelo menos 18 pessoas foram mortas e 50 ficaram feridas. O aumento no número de mortes por tiros e bombas se tornou o principal desfio do governo ante as eleições de 30 de abril. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueviolênciaatualiza 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.