Sobe para 35 o número de mortos em atentado no Iraque

O ataque suicida perpetrado na manhã deste domingo contra um centro de recrutamento policial no bairro de Al Qadisiya, em Bagdá, custou a vida de 35 pessoas e deixou mais de 60 feridas, segundo fontes do Ministério do Interior. O ataque ocorreu quando um suicida explodiu uma bomba que tinha junto ao corpo em meio a dezenas de iraquianos que aguardavam em fila em frente ao centro de recrutamento no bairro Al Qadisiya. As fontes disseram que dois terroristas - e não um só - ativaram os cinturões carregados de explosivos na entrada do centro, em meio aos recrutas. Entre as vítimas há jovens recrutas e oficiais das forças especiais do Ministério do Interior, acusadas com freqüência de formar esquadrões da morte xiitas. As explosões foram seguidas por um ataque com morteiros contra o mesmo centro. Outros sete iraquianos morreram neste domingo em diferentes atentados em Bagdá e Yusufiya, cerca de 25 quilômetros ao sul da capital. No sábado, pelo menos 26 iraquianos morreram em atentados terroristas em diferentes áreas do Iraque. A polícia encontrou ainda os cadáveres de outras 25 pessoas com marcas de bala e sinais de tortura. Matéria atualizada às 13 horas

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.