Sobe para 35 total de mortos em ataques na Nigéria

Ataques a bomba contra igrejas e um atentado suicida mataram pelo menos 35 pessoas na Nigéria neste domingo em meio a crescente violência reivindicada por islamitas. Um suposto porta-voz do grupo islâmico Boko Haram assumiu a responsabilidade por uma bomba em uma igreja perto da capital do país e por outros tipos de violência que alimentaram o medo e a ira na nação mais populosa da África.

AE, Agência Estado

25 de dezembro de 2011 | 16h11

Um ataque ocorreu quando um homem-bomba procurou atingir um comboio militar na frente de um prédio da polícia secreta na cidade de Damaturu. Morreram o suicida e mais três agentes de segurança.

A explosão de uma igreja perto de Abuja matou pelo menos 30 pessoas. Outros ataques incluíram uma explosão de bomba perto de uma igreja evangélica na cidade central de Jos, que matou um policial, de acordo com um porta-voz do governador. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Nigériamortosataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.