Sobe para 39 total de mortos em acidente na Rússia

O número de mortos em consequência de um descarrilamento de um trem expresso de passageiros na Rússia subiu para 39, enquanto os investigadores consideravam um atentado terrorista como a causa mais provável do episódio. O presidente da companhia ferroviária russa, Vladimir Yakunin, informou, em entrevista à imprensa local neste sábado (dia 28), que a principal teoria sobre a origem do descarrilamento do trem na noite de quinta-feira era a de um atentado. "A principal tese que estudam os investigadores é que houve a explosão de um artefato colocado por desconhecidos, ou seja, um atentado", declarou Yakunin em entrevista concedida no local da catástrofe ferroviária.

AE-AP, Agencia Estado

28 Novembro 2009 | 10h02

O descarrilamento ocorreu em uma das linhas de trens mais frequentadas da Rússia, que liga Moscou a São Petersburgo, localizada cerca de 402 quilômetros da capital e 250 quilômetros de São Petersburgo. O trem saiu dos trilhos na altura da cidade de Uglovka. O último balanço oficial do Ministério de Situações de Emergência informou que 39 pessoas morreram. "Havia 25 mortos inicialmente, mas outros 14 foram encontrados fora do vagão", disse um oficial do ministério. (Patricia Lara)

Mais conteúdo sobre:
Rússia trem acidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.