Sobe para 42 total de mortes por gripe suína no México

O ministro da Saúde mexicano, Jose Angel Córdova, disse hoje que o número de mortos pela influenza A (H1N1) subiu para 42 no país. O vírus infectou pelo menos 1.112 pessoas no México, segundo o ministro. Ontem, o governo havia divulgado 913 casos e 29 mortes pela doença, até a semana passada chamada de gripe suína, quando foi rebatizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

AE, Agencia Estado

06 de maio de 2009 | 11h31

As autoridades mexicanas afirmam que a doença está em declínio. O problema levou ao fechamento de escolas pelo país e a uma suspensão de cinco dias na atividade econômica considerada não essencial. Escritórios e restaurantes voltam a funcionar hoje.

Universidades e escolas de ensino médio devem voltar a funcionar amanhã, e as escolas de ensino fundamental, na próxima segunda-feira. Córdova advertiu que ainda pode haver um pequeno aumento no número de casos. O ministro recomendou que a população mantenha os cuidados para evitar o contágio. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaMéxicomortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.