Sobe para 56 total de mortos em deslizamento na China

O número de mortos pelo deslizamento que atingiu uma mina no norte da China subiu para 56, informou hoje a mídia estatal. Além disso, havia suspeitas de que houvesse mais pessoas presas nos escombros. O deslizamento ocorreu ontem na província de Shanxi e feriu pelo menos 35 pessoas, cinco delas com gravidade. A informação foi divulgada pela agência estatal Nova China, que citou como fonte o órgão local encarregado dos resgates.A agência citou o funcionário Lian Zhendong, segundo o qual as equipes vasculharam 70% dos escombros. Ele não soube dizer quantas pessoas estariam ainda presas. Porém o Diário do Povo, porta-voz informal do Partido Comunista, informou em seu site que os desaparecidos poderiam chegar a centenas. O Centro de Informação pelos Direitos Humanos e pela Democracia, sediado em Hong Kong, afirmou que os mortos poderiam passar de 500. A entidade não informou como chegou nesse número.O deslizamento em Tashan, uma montanha no condado de Xiangfen, atingiu uma mina, isolando um número não determinado de pessoas. Um prédio de escritórios de três andares, um mercado e algumas casas também foram destruídos. As investigações preliminares apontaram que o acidente foi causado pelo rompimento de uma barreira, usada para afastar resíduos de uma mina de ferro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.