Sobe para 57 o número de mortos em naufrágio no Barein

O número de mortes no naufrágio que ocorreu na costa do Bahrein, na noite da última quinta-feira já chega a 57. Outras 13 pessoas ainda estão desaparecidas. Setenta pessoas foram resgatadas com vida. No navio viajavam 25 britânicos, 20 filipinos, 30 indianos, 10 sul-africanos, dez egípcios e ainda cidadãos do Paquistão, EUA, Bangladesh, Cingapura, Sri Lanka, Nepal, Alemanha e Holanda. Sobreviventes disseram que o navio naufragou no momento em que o capitão fez uma manobra por razões desconhecidas quando todos os passageiros estavam reunidos de um lado só do convés. O comandante da guarda costeira, coronel Youssef Al Qatar, disse em entrevista coletiva que, entre os mortos, há 17 indianos e 13 britânicos. As outras vítimas fatais são cidadãos de países asiáticos e europeus, mas que ainda não foram identificadas. Além disso, um funcionário do serviço de emergência do Ministério do Interior do Barein declarou que não há informações sobre sul-americanos entre as vítimas. A imprensa do país divulgou hoje declarações do dono do navio, Issa Al Qosaibi. Ele admitiu que a embarcação tinha capacidade para 100 pessoas, mas que transportava mais de 130.

Agencia Estado,

31 Março 2006 | 11h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.