Sobe para 58 total de mortes por gripe suína no México

O ministro de Saúde mexicano, José Angel Córdova, afirmou hoje que o número de mortos no país pela influenza A (H1N1), a gripe suína, subiu para 58. Ontem, o governo do México registrava 56 mortes. Córdova disse, em entrevista coletiva, que já foram confirmados 2.282 casos da doença. Mais de 8 mil testes para detecção do vírus no país foram realizados.

AE, Agencia Estado

12 de maio de 2009 | 11h34

O ministro garantiu que a doença continua a perder força, desde seu pico em 26 de abril. Córdova disse que o índice de mortalidade do vírus está caindo, conforme mais casos são confirmados. O índice, que estava em 2,7% ontem, caiu para 2,5% hoje. Córdova disse que a morte mais recente ocorreu no dia 7 e que 93% das vítimas do vírus começaram a apresentar os sintomas antes de 23 de abril. Nessa data o governo recebeu a confirmação da presença no país de uma nova variedade de influenza. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaMéxicomortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.