Sobe para 6 o número de terroristas mortos em confronto no Sinai

Três supostos terroristas e um oficial de Polícia morreram hoje em um tiroteio no Sinai, aumentando para seis o número dos supostos terroristas mortos durante a campanha policial depois dos últimos atentados na região.Segundo fontes policiais, o último enfrentamento aconteceu na zona desértica de Kasara, cerca de 60 quilômetros da cidade de Al Arich, no norte do Sinai e que faz fronteira com a Faixa de Gaza.No tiroteio, três terroristas e um oficial das forças antiterroristas morreram, enquanto dois efetivos da Polícia ficaram feridos, um deles gravemente.As fontes vinculam os supostos terroristas mortos ao triplo atentado de 24 de abril na cidade turística de Dahab, no qual 12 egípcios e 6 estrangeiros morreram, assim como com os ataques suicidas cometidos dois dias depois em Al-Gorah (norte do Sinai), que causaram a morte dos dois atacantes.As autoridades tinham informado sobre a morte, no sábado e no domingo, de outras três pessoas acusadas de ter relação com esses atentados em confrontos semelhantes no Sinai, e identificaram Nasr Khamis al Malahi como o suposto "cérebro" dos ataques de Dahab e Al-Gorah.Al Malahi, assim como alguns dos terroristas que morreram nos últimos incidentes, estão entre os mais procurados no Egito desde os ataques de outubro de 2004, em Taba, e os de julho do ano seguinte, em Sharm el-Sheikh, também no Sinai, onde morreram 34 e 60 pessoas, respectivamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.