Sobe para 63 número de mortos em inundações em Mianmar

Vítimas se refugiam em escolas e tendas desde as primeiras chuvas, em junho

Efe,

21 de junho de 2010 | 03h34

BANGCOC - As autoridades de Mianmar (antiga Birmânia) aumentaram para 63 o número de mortos por causa das inundações que afetam há uma semana a região ocidental do país e à vizinha Bangladesh, informou nesta segunda-feira, 21, a imprensa local.

O governo birmanês está trabalhando com as Nações Unidas e outras organizações humanitárias para levar alimentos, roupa e remédios aos afetados no estado de Rakhine, onde o temporal causou milhares de deslocados.

Muitas vítimas encontraram refúgio em escolas e tendas de campanha desde as primeiras chuvas, que começaram no dia 13 de junho e não pararam até o final da semana passada.

Na vizinha Bangladesh, 50 pessoas morreram na semana passada por causa das inundações e dos deslizamentos de terra, catástrofes frequentes na Ásia durante a época da monção que começa no final de maio.

Em 2008, Mianmar sofreu o maior desastre natural de sua história quando cerca de 138 mil pessoas morreram na passagem do ciclone Nargis pelo delta do rio Irrawaddy.

Tudo o que sabemos sobre:
Mianmar, chuvas, mortos, inundações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.