Sobe para 660 número de mortos pelas chuvas no Caribe

Equipes de resgate buscam sobreviventes em meio ao lodo na República Dominicana e no Haiti, após as devastadoras inundações em ambos os países, que dividem a ilha de Hispaniola, no Caribe. O desastre provocou a morte de pelo menos 660 pessoas, e há centenas de desaparecidos. Na República Dominicana, há mais de 400 desaparecidos. No Haiti, há outros 160, segundo o último balanço. Na aldeia dominicana de Jitami, próxima à fronteira com o Haiti, cerca de 150 cadáveres foram enterrados no mesmo local onde foram encontrados, de acordo com o diretor da Defesa Civil Eddy Olivares. Os deslizamentos de terra dificultam o trabalho de resgate em ambos os países, motivo pelo qual se desconhece a verdadeira magnitude da tragédia. Sobreviventes relatam que famílias inteiras foram carregadas pelas águas ou soterradas pelo lodo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.