Sobe para 724 o total de mortos por cólera no Haiti

Total de infectados já passa dos 11 mil; houve aumento de 80 óbitos registrados em apenas um dia

Agência Estado

11 de novembro de 2010 | 14h33

Voluntário da ONG Médicos Sem Fronteiras trata pacientes no Haiti.

 

PORTO PRÍNCIPE - O número de mortos pela epidemia de cólera que atinge o Haiti subiu para 724, com um aumento de mais de 80 óbitos em um dia, disseram nesta quinta-feira, 11, funcionários do setor de saúde. Entre essas mortes há mais três na capital do país, Porto Príncipe. O total de infectados pela doença já passou de 11 mil, um crescimento de mais de mil casos em comparação com os dados da quarta-feira, anunciou o Ministério da Saúde do país.

 

A epidemia começou no meio de outubro no vale do Rio Artibonite, no centro do país. Inicialmente, o problema parecia estar resolvido, mas o número de casos tem aumentado muito nos últimos dias, e a doença já chegou a Porto Príncipe.

 

A estimativa é que 1,3 milhão de haitianos estejam vivendo em campos de refugiados no entorno da capital, após o país sofrer com um violento terremoto no início do ano, que matou 250 mil pessoas e deixou centenas de milhares de desabrigados.

 

O temor dos especialistas é que o cólera se dissemine rapidamente nas condições sanitárias precárias enfrentadas por essas pessoas, que têm dificuldade, por exemplo, em encontrar água adequada para limpeza e para cozinhar. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Haiticóleramortesepidemia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.