Sobe para 78 número de mortos em atentado no Paquistão

Taleban assumiu a autoria do duplo ataque suicida contra a principal fábrica de armas do país

Efe

22 de agosto de 2008 | 04h57

O número de mortos no duplo atentado suicida perpetrado ontem no Paquistão contra a principal fábrica de armas do país chegou nesta sexta-feira a 78. A informação foi dada pelo chefe policial Rao Muhamad Iqbal à agência estatal de notícias "APP". O oficial disse ainda que 103 pessoas ficaram feridas no ataque, que levou à detenção de pelo menos 13 suspeitos. Veja também: Sucessor de Musharraf será eleito no dia 6 de setembroO Ministério do Interior paquistanês informou hoje que foram três e não dois os terroristas suicidas que acionaram explosivos em duas das portas de acesso ao polígono industrial do quartel de Wah, perto da cidade de Taxila, a cerca de 30 quilômetros de Islamabad.Fontes oficiais acrescentaram que as forças de segurança detiveram um quarto terrorista antes que este acionasse sua carga de explosivos.A administração do polígono industrial anunciou que serão respeitados três dias de luto em lembrança das vítimas, que eram em sua maioria trabalhadores civis que fabricavam munição e armamento. As unidades de produção e as instituições educacionais do quartel de Wah ficarão fechadas durante os três dias de luto. Talebans paquistaneses reivindicaram ontem a autoria do atentado, o mais sangrento registrado no país este ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.