AFP PHOTO | Mohamed ABDIWAHAB
AFP PHOTO | Mohamed ABDIWAHAB

Sobe para 85 o número de mortos em ataques a bomba na Somália

Al Shabab assume ataques de caminhões-bomba na capital somali

MOGADISHU

15 Outubro 2017 | 09h04

MOGADISHU - O número de mortos causados ​​pelas explosões a bomba que atingiram o centro da capital da Somália, Mogadíscio, neste sábado, 14, saltou para 85, tornando-se um dos ataques mais mortíferos desde a insurgência do grupo jihadista Al Shabab tomou o território do país, em 2007. 

O presidente Mohamed Abdullahi Farmaajo declarou três dias de luto nacional e pediu doações de sangue e fundos para as vítimas do ataque de sábado. Pelo menos outras 100 pessoas ficaram feridas.

A polícia disse que um caminhão-bomba explodiu perto de um hotel próximo a escritórios do governo, restaurantes e quiosques, destruindo vários edifícios e deixando dezenas de veículos em chamas. Duas horas depois da primeira explosão, outra explosão atingiu o distrito de Medina.  O primeiro ataque foi às 15h40 (hora local; 9h40 em Brasília). 

"O número de mortos aumentou para 85. Conhecemos cerca de 100 pessoas feridas", disse o policial Mohamed Hussein, à Reuters, dando figuras combinadas de baixas. Ele disse que o pedágio provavelmente aumentaria. A polícia havia afirmado que anteriormente que 22 pessoas morreram./REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.