Sobe para 90 número de mortos em incêndio na Índia

Mais quatro pessoas foram presas ontem, acusadas de negligência no incêndio que na sexta-feira matou 90 crianças num colégio de Kumbakonam, no sul da Índia. O diretor da escola já havia sido detido.Centenas de familiares das crianças, com idade entre seis e 13 anos, realizaram hoje os funerais. A maioria das vítimas foicremada. Inicialmente, o número oficial de mortos era 84, mas neste sábado foram encontrados mais quatro corpos nos escombros e duas crianças morreram no hospital.Todos os professores e cerca de 700 alunos escaparam das chamas. Os professores estão sendo acusados de negligência porque pediram às crianças que não saíssem da classe.No Vaticano, um porta-voz do papa João Paulo II informou que o pontífice enviou uma mensagem de condolências às vítimas e aos familiares das crianças mortas no incêndio de ontem.

Agencia Estado,

17 de julho de 2004 | 15h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.