Sobe para 94 número de mortos por inundações na Tailândia

Fortes chuvas afetou mais de 3 milhões de pessoas e causou danos materiais no valor de US$300 milhões

EFE,

29 de outubro de 2010 | 03h19

BANGCOC - Subiu para 94 o número de mortes pelas inundações decorrentes das chuvas torrenciais que há três semanas atingem as regiões central e nordeste do país, informou, nesta sexta-feira, 29, as autoridades tailandesas.

 

O Instituto de Emergências Médicas acrescentou outras 26 mortes à lista oficial de vítimas, a maioria idosos e crianças.

Segundo um balanço provisório, pelo menos 3,2 milhões de pessoas perderam suas casas, gado ou plantações, como consequência do temporal, que não chegou a afetar Bangcoc.

 

As chuvas começaram no último dia 10 e alagaram vastas áreas de 30 das 77 províncias da Tailândia, causando danos materiais no valor de 9 bilhões de baht (US$ 300 milhões), sobretudo em Lopburi, Nakhon Ratchasima e Buriram.

 

Como medida de precaução, os serviços de emergência da capital têm milhares de sacos de areia e bombas de água, caso as enchentes se aproximem da cidade, aumentando o nível do rio Chao Phraya.

 

As autoridades querem evitar, portanto, um novo desastre como os de 1986 e 1991, quando as enchentes destruíram Bangcoc e arredores.

Centenas de pessoas morrem todos os anos no Sudeste Asiático nas enchentes e deslizamentos de terra que ocorrem durante a época das monções, também conhecida como estação chuvosa, que vai de maio a outubro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.