Sobe para sete o número de mortos em explosão de gás em Nova York

Ainda há vítimas possivelmente presas sob os escombros, segundo equipes de resgate

O Estado de S. Paulo,

13 de março de 2014 | 10h01


Bombeiros tentam apagar incêndio após explosão - Foto: Ozier Muhammad/NYT

NOVA YORK - O número de mortos no desabamento de dois prédios residenciais em Nova York na quarta-feira devido a um vazamento de gás subiu para ao menos sete e ainda há vítimas possivelmente presas sob os escombros, disseram autoridades nesta quinta-feira, 13. Mais de 40 pessoas ficaram feridas.

Uma explosão, que lançou destroços sobre telhados vizinhos, derrubou dois prédios adjacentes de cinco andares, com um total de 15 apartamentos, por volta das 9h30 (10h30 no horário de Brasília), num quarteirão de maioria residencial em Upper Manhattan.

Nuvens de fumaça se ergueram sobre os destroços dos prédios que ficavam acima de uma igreja e de uma loja de pianos no andar térreo, em um bairro principalmente de moradores da comunidade latina.

Focos de fogo permaneciam acesos no meio da montanha de escombros várias horas após a explosão, complicando as operações de busca e resgate que entraram pela noite, informou o porta-voz dos bombeiros Michael Parrella.

Segundo ele, ainda havia nove pessoas desaparecidas à meia-noite (horário local). Um porta-voz da polícia disse que cinco pessoas ainda eram procuradas no início da manhã desta quinta-feira.

O prefeito Bill de Blasio, que foi rapidamente ao local do acidente, disse que as informações preliminares indicam que a explosão foi provocada por um vazamento de gás. / REUTERS

 

Tudo o que sabemos sobre:
Nova York

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.