Sobe para sete o número de mortos em explosão em petrolífera mexicana

Trabalhadores da Pemex foram internados após acidente

O Estado de S.Paulo

24 de março de 2017 | 02h35

CIDADE DO MÉXICO - O número de mortos causados por uma explosão na empresa petrolífera Petróleos Mexicanos (Pemex) na semana passada subiu para sete, informou a companhia na quinta-feira, 23. Depois do acidente, oito trabalhadores foram internados no hospital regional da Pemex. 

Nos dias seguintes, cinco faleceram e outros dois vieram a óbito na quinta. Um trabalhador permanece hospitalizado. O acidente ocorreu em 15 de março em um terminal de armazenamento e distribuição próximo à ciade de Salamanca, no estado central de Guanajuato. 

A explosão ocorreu quando eram realizadas manobras de cargas em um tanque, provocando um incêndio que foi controlado por uma equipe de emergência do próprio terminal. Nos últimos anos foram registrados acidentes em suas plantas e explosões em dutos de gasolina que são perfurados por criminosos que traficam o combustível.  

Em abril do ano passado, 32 pessoas morreram e 100 ficaram feridas por conta de uma explosão na unidade petroquímica de Pajaritos, no estado de Veracruz, leste do país, operado pela Pemex em parceria com a empresa privada Mexichem.  / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.