Sobe para três número de mortos em terremoto na China

Tremor de 6,1 graus na escala Richter atingiu a província de Sichuan e deixou ainda 29 pessoas feridas

Efe,

06 de agosto de 2008 | 03h23

O terremoto de 6,1 graus na escala Richter registrado na terça-feira, 5, na província de Sichuan (sudoeste da China) deixou três pessoas mortas e outras 29 feridas, segundo informou a agência oficial Xinhua.   Veja também:  Leia mais notícias sobre as Olimpíadas de Pequim   As autoridades provinciais informaram que dois dos três falecimentos ocorreram no município de Yaodu. A localidade foi severamente atingida pelo grande terremoto de 12 de maio, no qual morreram e desapareceram mais de 87 mil pessoas.   Ma Jian, chefe do departamento de Propaganda do Partido Comunista da China (PCCh) no distrito de Qingchuan, assinalou que o tremor ocorreu às 17h49 no horário local (6h49 de Brasília) e afetou as infra-estruturas e comunicações da zona.   O distrito de Qingchuan, epicentro do terremoto de terça-feira, é fronteiriço com as províncias vizinhas de Gansu e Shaanxi, das quais estão chegando os serviços de emergência para atender as vítimas do novo terremoto.   Foi em Gansu, na cidade de Longnan, que se registrou a terceira morte, informou um porta-voz do departamento provincial de Assuntos Civis.   O tremor foi sentido em cidades próximas, como Xi'an e Chonqing, onde os cidadãos deixaram os edifícios ao perceberem o movimento sísmico.   Nas últimas 96 horas, foram registrados ainda outros três tremores, de entre 4 e 4,9 graus de magnitude, e outras 770 réplicas abaixo de 3,9 graus, segundo a Administração Sismológica da China.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaterremotoSichuan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.