Soberania iraquiana será limitada, diz embaixador dos EUA

O governo interino que assumirá o poder no Iraque depois de 30 de junho não terá plena soberania, afirmou John Negroponte, nomeado pela administração Bush para ser o embaixador dos EUA no país árabe. Os Estados Unidos irão manter o controle das forças de segurança e o novo governo pode não ter o poder de aprovar leis, disse Negroponte a um comitê do Senado americano que discute a confirmação de sua nomeação.Vários líderes iraquianos aliados dos EUA exigem que o novo governo tenha completa soberania. Mohsen Abdel-Hamid, um árabe sunita membro do Conselho de Governo iraquiano, apontado pelos EUA, advertiu que a perspectiva de Washington limitar a soberania do novo governo é "totalmente inaceitável". Se os americanos não respeitarem acordos em que se comprometeram a entregar completa soberania, "o povo iraquino sabe que caminho tomar", advertiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.