Sobre para 42 número de mortos em trem na Rússia

Subiu para 42 o número de mortos na explosão que destruiu um trem de passageiros na Rússia nesta sexta-feira. Dezenas de outros passageiros do trem ficaram feridos. A explosão ocorreu numa área da Rússia próxima à república separatista da Chechênia. Trinta e cinco pessoas morreram no momento da explosão e os sete outros no hospital onde foram atendidos. Segundo autoridades russas, o atentado foi obra de terroristas suicidas. O presidente Vladimir Putin afirmou na TV que o atentado tinha como objetivo desestabilizar o processo eleitoral do país. A Rússia terá eleições parlamentares neste fim de semana. Fragmentos do corpo de um suposto terrorista foram encontrados com granadas atadas às pernas. O chefe do Serviço Federal de Segurança da Rússia, Nikolai Patrushev, disse que três mulheres estiveram envolvidas na explosão. Dentre elas, duas saltaram do trem antes da explosão e uma delas, ferida gravemente, não deverá sobreviver. A Rússia vem enfrentando uma série de atentados a bomba desde o ano passado. O número de mortos já chega a quase 300. A maior parte destes casos ocorre nas proximidades da Chechênia e tem relação com a guerrilha separatista islâmica chechena.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.