Sobreviventes do Holocausto convidam presidente do Irã para visita a Auschwitz

O diretor do Centro de Organizações de Sobreviventes do Holocausto em Israel, Noach Flug, convidou o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, para uma visita ao campo de concentração de Auschwitz. O convite partiu depois de declarações de Ahmadinejad que colocaram em dúvida várias vezes o extermínio dos judeus pelos nazistas. Em carta a Ahmadinejad publicada nesta quinta-feira pelo jornal "Ha´aretz", Flug escreve que, "desde que o senhor se tornou presidente, temos acompanhado seus discursos, suas declarações racistas e o fato de que é o senhor um ´negador do Holocausto´ em série".Após mencionar a carta do presidente iraniano à chanceler alemã, Angela Merkel, na qual este expressa a opinião de que o Holocausto foi inventado pelos aliados para envergonhar a Alemanha, Flug, que esteve em Auschwitz, lembra que não é esta a primeira vez que Ahmadinejad expressa dúvidas sobre o Holocausto."Cheguei à óbvia conclusão de que o senhor não tem conhecimentos sobre a questão", diz o diretor, acrescentando que, por isso, convida Ahmadinejad a visitar o campo nazista e a falar com sobreviventes.Flug se diz convencido de que, após ouvir o testemunho dos sobreviventes, "o ódio pelos judeus (de Ahmadinejad) diminuirá e seus desejos de paz aumentarão".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.