Sócia da Petrobras aguarda informações sobre nacionalização

A companhia petrolífera francesa Total disse hoje que vai esperar para "ver o que vai acontecer" com a nacionalização dos hidrocarbonetos anunciada pela Bolívia, e lembrou que não atua como operadora no país, onde só tem participação em dois poços explorados pela Petrobras."Estamos tentando obter informações" sobre a decisão da nacionalização e "vamos ver o que vai acontecer", disse um porta-voz da Total.Ele lembrou que a empresa tem apenas uma participação de 15% em duas jazidas de gás na Bolívia operadas pela Petrobras: San Alberto e San Antonio. Assim, qualquer decisão sobre os poços terá que ser tomada pela Petrobras.A Total recebeu equivalente a 21 mil barris de petróleo diários pelos dois poços. A produção total da companhia francesa é de 2,1 milhões de barris diários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.