Social-democratas lideram eleições na República Checa

Com mais de 99% dos votos apurados, os social-democratas lideram as eleições parlamentares na República Checa, que tiveram início na última sexta-feira. No entanto, o líder do partido, Bohuslav Sobotka, previu negociações difíceis para formar um novo governo de coalizão.

Agência Estado

26 de outubro de 2013 | 15h54

"Queremos conversar com todas as facções políticas no parlamento, com exceção de partidos de direita por trás do antigo governo conservador", disse o presidente do Partido Social Democrata.

A eleição está sendo realizada depois de quase dois anos de recessão econômica, o que levou muitos eleitores a buscarem novos rostos e partidos no cenário político local. A guinada para a esquerda é vista como uma reação dos checos à corrupção no governo de centro-direita e à adoção de medidas de austeridade.

O partido de Sobotka centrou sua campanha na elevação do imposto de renda para quem tem salários mais altos, introduzindo altas taxas para grandes companhias, como as do setor bancário e de telecomunicações, além de ter focado o aumento dos investimentos do governo em projetos de infraestrutura.

A contagem final dos votos está prevista para este domingo, o que permitirá o presidente checo, Milos Zeman, nomear um novo primeiro-ministro. É esperado que o líder do Partido Social Democrata se torne o novo primeiro-ministro, mas ele terá de enfrentar um caminho duro, visto que, atualmente, existem sete partidos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.