Socialista é o favorito nas eleições em Paris

Quase 40 milhões de franceses devem comparecer neste domingo às urnas para participar do primeiro turno das eleições municipais. Trinta e seis mil municípios do país escolherão seus prefeitos ? inclusive a capital, Paris ? para um mandato de seis anos. O candidato favorito das pesquisas na capital é o socialista Bertrand Delanoë, antigo vereador e senador por Paris, sempre voltado para os problemas municipais. Se eleito, Delanoë será também o primeiro prefeito gay de Paris.O político assumiu publicamente sua homossexualidade em 98, durante uma entrevista ao canal de tevê . Delanoé, francês nascido na Tunísia, tem 51 anos, e integra o Partido Socialista desde 72. Formado em economia em Toulouse, exerce desde 93 a liderança do grupo socialista no Conselho de Paris.Entre seus admiradores figura a prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, que compareceu num de seus comícios no mês passado. A prioridade do socialista é devolver Paris aos parisienses, procurando equacionar os problemas da cidade, de educação e saúde infantil. Seu principal adversário é Philippe Séguin, candidato do RPR gaullista, ex-ministro e antigo presidente da Assembléia Nacional.A ?abertura política? em Paris também permitiu que um transexual brasileiro, ?a? dermatologista Camille Cabral, se candidatasse na chapa dos Verdes no 17º distrito. E a ?brasileira? não decepcionou: está em segundo lugar na lista. A vitória quase certa da esquerda em Paris ? afastada do poder na capital desde os tempos da comuna ?, está sendo interpretada por analistas como ?uma pequena revolução? e é considerada uma prévia das eleições presidenciais e legislativas, marcadas para maio e junho de 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.