Socialista recebe apoio de ex-ministros de Sarkozy

O candidato à presidência do Partido Socialista (PS) da França, François Hollande, recebeu ontem o apoio de economistas, do ex-presidente Jacques Chirac e de dois ex-ministros de Nicolas Sarkozy.

ANDREI NETTO , CORRESPONDENTE / PARIS, O Estado de S.Paulo

18 de abril de 2012 | 03h04

A mobilização reforçou a posição do socialista, favorito para derrotar o presidente, que ontem passou o dia rebatendo acusações de que pretendia vender um programa nuclear à Líbia de Muamar Kadafi.

A maré positiva de Hollande começou pela manhã, quando o jornal Le Parisien publicou entrevista com o historiador Jean-Luc Barré, autor do livro de memórias de Chirac. Na reportagem, ele afirma que o ex-presidente - ex-padrinho político de Sarkozy - votará no candidato socialista. "Não é um segredo de Estado", assegurou Barré.

O inferno astral de Sarkozy continuou durante o dia. Martin Hirsch, que foi alto-comissário de Solidariedade de seu governo, anunciou que votará no socialista. O mesmo fizeram a ex-secretária de Estado de Cidades Fadela Amara e a ex-ministra do Meio Ambiente de Chirac, Corinne Lepage. Ainda ontem, 42 economistas importantes da França assinaram um artigo no jornal Le Monde em apoio ao candidato do PS.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.