Solana otimista após conversas "construtivas" com iranianos

O alto representante da União Européia para a Política Externa, Javier Solana, qualificou de "positivas, úteis econstrutivas" suas conversas com os líderes iranianos, aos quais entregou a proposta européia para incentivar Teerã a suspender seu programa de enriquecimento de urânio.Solana, citado pela televisão iraniana, fez tal declaração após reunir-se durante mais de duas horas com o secretário do Conselho de Supremo de Segurança Nacional iraniano, Ali Larijani, que também qualificou a reunião de "construtiva"."Viajo ao Irã em representação de vários países do mundo como os da União Européia, os Estados Unidos, a Rússia e a China, para explicar alguns detalhes sobre a proposta" européia, disse Solana.O representante também manifestou que espera um "futuro brilhante (nas relações com o Irã) após estas negociações", e mostrou sua confiança em "alcançar um acordo durável" com o Irã.Solana, que chegou na noite de segunda-feira a Teerã, disse também que haverá contatos entre ambas as partes nos próximos dias.O ministro de Exteriores do Irã, Manouchehr Mottaki manifestou-se sobre a iniciativa internacional, afirmando que os iranianos "estudarão as propostas sem pressa e ofereceremos as nossas à Europa".A tranqüilidade demonstrada pelos representantes iranianoscontrasta com as declarações da secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, que há dois dias disse esperar uma resposta à iniciativa "em questão de semanas, não de meses".Os membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU - EUA, Reino Unido, França, China e Rússia - e Alemanha pactuaram, no último dia 1º, em Viena, o plano que apresentou Solana às autoridades do Irã. Apesar de até agora não terem sido divulgados detalhes da oferta da comunidade internacional, há indícios de que as potências ocidentais estão dispostas a ajudar o Irã a utilizar a energia nuclear com fins pacíficos.No entanto, caso as autoridades de Teerã não aceitem osincentivos apresentados pelo documento, este prevê uma série de sanções a serem aplicadas contra o país.Resposta positiva A chanceler alemã, Angela Merkel, acredita que as autoridades de Teerã responderão "positivamente" à oferta que lhes foi apresentada nesta terça-feira por Solana. "Espero que a resposta do Irã à oferta elaborada em nome da UE por Alemanha, França e Reino Unido, com o apoio de Rússia, Estados Unidos e China, seja positiva", afirmou Merkel ao término das consultas que manteve hoje em Rheinsberg (norte da Alemanha) com o presidente francês, Jacques Chirac.O caso nuclear iraniano e a situação no Oriente Médio foram os temas da agenda internacional desta nova rodada de consultas informais franco-alemãs.Merkel reiterou sua esperança de que o Irã "dê o sinal positivo" que a comunidade internacional espera, após avaliar a oferta que Solana apresentou, e mostre, com isso, sua "disposição para resolver este assunto pela via diplomática".A chanceler destacou a importância de os EUA estarem dispostos a negociar com o Irã se este país suspender seu programa de enriquecimento de urânio, e disse que esta suspensão não seria definitiva em nenhum caso.Após a reunião em Teerã, que Chirac qualificou de "muitoimportante", Solana viajará para Berlim, onde receberá nesta segunda-feira a Grande Cruz ao Mérito Civil da República Federal.Solana jantará com o ministro alemão de Assuntos Exteriores, Frank-Walter Steinmeier, e na quarta-feira se reunirá com Merkel na Chancelaria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.