Soldado americano condenado por abusos em Abu Ghraib

Um soldado americano foi condenado por ameaçar detentos na prisão Abu Ghraib, no Iraque, com um cachorro militar. O sargento Michael J.Smith, de 24 anos, foi acusado por utilizar seu cão pastor belga para intimidar prisioneiros. A sentença ainda não foi anunciada, mas pode chegar a mais de 24 anos. Smith foi declarado culpado por mal tratos envolvendo três detentos, por conspirar que prisioneiros defecassem neles mesmos, por negligência em serviço e por violência e ato indecente. O sargento Santos A. Cardona, de 31 anos, também foi acusado por ameaçar prisioneiros com cachorros, e irá a juízo no dia 22 de maio. Nove soldados já foram condenados por mal tratos de detentos em Abu Ghraib. A sentença mais dura até o momento foi aplicada contra ex-capitão Charles Graner Jr., condenado a 10 anos de prisão.

Agencia Estado,

21 Março 2006 | 15h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.