Soldado americano é morto horas depois da partida de Bush

Um soldado americano foi morto no bombardeio de um base militar de Mossul por guerrilhas rebeldes, um dia depois de o presidente George W. Bush fazer uma visita de surpresa às tropas no aeroporto de Bagdá. O presidente ficou duas horas e meia em território iraquiano.?Não podemos considerar a chegada de Bush ao Aeroporto Internacional de Bagdá uma visita ao Iraque?, disse Mahmoud Othman, membro do Conselho de Governo indicado pelos EUA. ?Ele não viu iraquianos. Bush apenas tentou melhorar o moral das tropas?.Já a senadora Hillary Clinton, ex-primeira-dama e do Partido Democrata, de oposição a Bush, chegou a Bagdá nesta sexta-feira e se reuniu com soldados, autoridades de ocupação e grupos de ajuda humanitária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.