Soldado da Otan é morto em ataque de rebeldes no Afeganistão

Um soldado da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf), sob comando da Otan, morreu no começo da manhã deste domingo em um ataque em Helmand, sul do Afeganistão, informou o organismo. A Isaf assinalou em comunicado que o militar morreu em um ataque que posteriormente foi repelido por terra por seus companheiros, semque até o momento se saiba o número de baixas entre os insurgentes. A Força Internacional de Assistência à Segurança nunca divulga a nacionalidade dos soldados mortos, apesar de Helmand, uma das províncias mais perigosas do Afeganistão, ser a principal base dosmilitares britânicos no país. Em outro incidente, ocorrido na conflituosa província de Kandahar (sul do Afeganistão), um soldado da Otan e seis militares afegãos ficaram feridos em um ataque com morteiro contra suaBase. No sábado, foram informadas as mortes de dois soldados franceses pertencentes às forças especiais durante um ataque com mina ativadaà distância na província de Laghman (leste do Afeganistão), seguido de uma emboscada de supostos talebans. Este foi um dos anos mais violentos desde a queda do regime Taleban, em novembro de 2001. Já morreram cerca de duas mil pessoas no Afeganistão, entre elas quase 100 soldados estrangeiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.