Soldado de 24 anos é o primeiro a ser julgado por maus tratos

Um soldado da Polícia Militar do Exército de 24 anos será o primeiro soldado americano a ser submetido à Justiça Militar pelos abusos cometidos contra os prisioneiros iraquianos na prisão de Abu Ghraib. Jeremy C. Sivits, da cidade de Hyndman, na Pensilvania, será julgado em Bagdá no próximo dia 19, informou o brigadeiro-general Mark Kimmitt. O soldado pertence à 372ª Companhia de Polícia Militar ? a mesma da soldado Lynndie England, que aparece em várias fotos de tortura que têm sido mostradas pela imprensa. O soldado Sivits é acusado de conspiração para maltratar subalternos e detidos, não cumprimento do dever por não proteger os detidos de maus tratos, e crueldade e maus tratos a prisioneiros. Se for considerado culpado, Sivits poderá ser condenado a um ano de prisão, perda de dois terços de salário por um ano, multa e baixa desonrosa do Exército. Sete soldados, entre eles Sivits, foram acusados de abusar de prisioneiros iraquianos. As fotos dos abusos e maus tratos desencadearam uma reação mundial de indignação. Sivits é o primeiro que tem seu julgamento marcado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.