Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Soldado dos EUA e dois guardas iraquianos são mortos

Um ataque a bomba matou um soldado americano e feriu dois outros da 4ª Divisão de Infantaria nas proximidades de Baqouba, 60 km a nordeste de Bagdá. Além disso, um militar dos EUA ficou ferido no quinto dia seguido de ataques em Faluja, uma cidade sunita a oeste da capital. Chega a 105 o número de soldados americanos mortos em ações hostis desde que o presidente George W. Bush declarou o fim da guerra, em 1º de maio.Dois guardas iraquianos morreram num atentado a bomba perto de um oleoduto, cerca de 240 km ao norte de Bagdá. Dez outros integrantes da Força de Defesa Civil iraquiana ficaram feridos. O oleoduto não foi atingido.Também hoje, tropas da 101ª Divisão Aerotransportada mataram dois iraquianos e feriram um terceiro, reagindo a disparos de granadas propelidas por foguetes contra uma base dos EUA na cidade de Mosul.Em Bagdá, policiais iraquianos apreenderam um carro com explosivos que, segundo eles, pertencia a um sírio, e encontraram uma segunda bomba rústica no mesmo bairro. Oficiais dos EUA não podiam confirmar que o suspeito era realmente sírio.

Agencia Estado,

23 de outubro de 2003 | 16h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.