Soldado dos EUA é morto por franco-atirador em Bagdá

Um soldado norte-americano que fazia patrulha no norte de Bagdá, no Iraque, foi morto por um franco-atirador na noite desta segunda-feira, informou um porta-voz do Comando Central dos Estados Unidos. O agressor fugiu.O incidente acontece no segundo dia da operação Escorpião no Deserto, no centro e no norte do Iraque, que tenta minar a resistência iraquiana e encontrar seus armamentos. Ontem, 156 pessoas foram detidas em Bagdá e 251 em operações nas cidades de Kirkuk e Tikrit.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.