Soldado dos EUA é sentenciado por estupro na Coreia do Sul

A Justiça sul-coreana sentenciou na terça-feira um soldado norte-americano a 10 anos de prisão por ter atacado sexualmente uma adolescente local, numa das mais pesadas penas já impostas a um militar dos EUA no país.

REUTERS

01 de novembro de 2011 | 10h41

O crime aconteceu em setembro, ao norte de Seul, e os militares norte-americanos prometeram cooperar com a investigação, evitando que se repetisse a reação popular vista em 2002, quando uma corte marcial dos EUA absolveu soldados que haviam atropelado e matado dois estudantes sul-coreanos.

A Corte Distrital de Uijeongbu disse que a gravidade do crime sexual sugeria a imposição da pena máxima, e que o status militar do réu não interferiu na sentença. O nome do soldado não foi divulgado, pois ainda cabe recurso. A Segunda Divisão de Infantaria não informou se o militar vai recorrer.

Os Estados Unidos mantêm cerca de 28 mil soldados na Coreia do Sul, protegendo o país contra a ameaça da vizinha Coreia do Norte.

(Reportagem de Jack Kim)

Tudo o que sabemos sobre:
COREIAEUASOLDADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.