Soldado dos EUA refém do Taleban aparece em vídeo

Imagens de um soldado norte-americano, desaparecido desde o dia 30 de junho, de uma base de no leste do Afeganistão, foram colocadas no site YouTube. No vídeo de 28 minutos, o soldado afirma que está "muito assustado" e que "tem medo de não voltar para casa".

AE-AP, Agencia Estado

19 de julho de 2009 | 13h35

Após a divulgação das imagens, o Pentágono confirmou que o soldado americano desaparecido foi raptado pelo grupo terrorista Taleban. O Departamento de Defesa informou que o soldado, Bowe R. Bergdahl, de 23 anos, é de Ketchum, Idaho. Ele é membro do regimento de infantaria norte-americana.

O soldado é interrogado em inglês por seus raptores, que pedem para que ele mande uma mensagem ao povo americano. "Para os meus companheiros americanos, que amam aqueles que estão aqui (no Afeganistão), que sabem o que é sentir saudades: vocês têm o poder de fazer o governo nos levar de volta para casa", disse. "Por favor, nos levem de volta para casa, para o lugar a que pertencemos, que não é aqui, onde desperdiçamos nossas vidas preciosas, quando poderíamos estar em nosso país. É a América, e o povo americano tem o poder", apela o soldado.

Uma porta-voz do exército americano, a comandante Christine Sidenstricker, disse que o Taleban está usando o vídeo do soldado capturado como propaganda. "Estou feliz pois parece que ele está bem, mas isto é um vídeo de propaganda do Taleban", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoTalebanrefém

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.