Soldado israelense é esfaqueado em estação de trem em Tel-Aviv

Autoridades tratam caso como atentado terrorista; homem que realizou o ataque era palestino e foi detido

O Estado de S. Paulo

10 Novembro 2014 | 11h33

TEL-AVIV - Um soldado israelense foi esfaqueado por um palestino nos arredores de uma estação de trem de Tel-Aviv nesta segunda-feira, 10, caso considerado pelas autoridades como um ataque terrorista e mais um sinal de que a violência diária registrada em Jerusalém pode estar se espalhando por Israel.

O responsável pelo ataque foi identificado como um morador da cidade de Nablus. Ele fugiu para um complexo de apartamentos próximo à estação de trem Haganah. Policiais invadiram o imóvel e prenderam o suspeito.

O soldado, de 20 anos, foi levado ao hospital com ferimentos graves.

O caso de violência ocorre um dia depois de árabes realizarem manifestações em cidades no norte de Israel para protestar contra a morte de Khair Hamdan, baleado pela polícia na vila de Kafr Kanna ao se distanciar de uma viatura. No tumulto, um motorista israelense foi atacado e teve o carro incendiado na cidade de Taiybeh.

Desde o início de julho, as forças de segurança de Israel tentam coibir protestos e ações em bairros palestinos de Jerusalém inicialmente causados pelo sequestro e morte de um adolescente por israelenses. Dentre as ações estão apedrejamentos e confrontos na cidade antiga de Jerusalém e três casos de atropelamento. /AP

Mais conteúdo sobre:
Israelatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.