Soldado morto no Iraque era amiga do príncipe William

Um soldado britânico morto em um ataque a bomba no Iraque era amiga do príncipe William, segundo informou nesta sexta-feira, 6, um porta-voz da família real britânica.A segunda sargenta Joanna Yorke Dyer, de 24 anos, estava entre os quatro soldados mortos durante uma patrulha na manhã de quinta-feira, 5, na cidade de Basra, região sudeste do Iraque.Dyer e o príncipe William, segundo na linha de sucessão ao trono britânico, se conheceram na Academia Militar de Sandhurst, onde os dois foram treinados, de acordo com o porta-voz Patrick Harrison. "O príncipe William ficou profundamente triste ao receber a trágica notícia sobre a morte de Dyer", afirmou Harrison. "Ela era amiga próxima de William, que dá todo apoio à família do amigo neste momento."Os príncipes William e Harry servem ao regimento do exército Blues and Royals. Harry, terceiro na linha de sucessão ao trono, deve servir no Iraque nos próximos meses, segundo o Ministro da Defesa britânico.O comandante do batalhão de Dyer, Mark Kenyon, afirmou que ela era "talentosa e enérgica, que estava determinada a fazer seu melhor no Iraque." Enquanto isso, o primeiro-ministro, Tony Blair, disse que o ataque foi "um ato de terrorismo" feito por pessoas que têm ligação com o Irã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.