AFP PHOTO / YONHAP
AFP PHOTO / YONHAP

Soldado norte-coreano que fugiu para o Sul está em estado grave

Comando das Nações Unidas (UNC) dirigido pelos Estados Unidos, que monitora o povoado de fronteira de Panmunjom, revelou que o soldado desceu de um veículo nas imediações da zona demarcada que separa as duas Coreias

O Estado de S.Paulo

14 Novembro 2017 | 12h05

SEUL - Um soldado norte-coreano recebeu seis impactos de bala em uma dramática fuga para a Coreia do Sul, informaram nesta terça-feira fontes médicas e militares, acrescentando que o homem foi levado com vida a um hospital.

+Turista americano é preso ao tentar atravessar fronteira coreana para o Norte

O Comando das Nações Unidas (UNC) dirigido pelos Estados Unidos, que monitora o povoado de fronteira de Panmunjom, revelou que o soldado desceu de um veículo nas imediações da zona demarcada que separa as duas Coreias e correu em direção ao Sul.

"Assim que desceu do veículo correu, atravessando a fronteira, enquanto outros soldados atiravam da Coreia do Norte", informou o UNC.

Um oficial do comando militar conjunto sul-coreano revelou que os guardas de fronteira norte-coreanos efetuaram mais de 40 disparos.

Um médico que atendeu o soldado - levado de helicóptero para um hospital - disse que o militar recebeu meia duzia de tiros, o mais grave no estômago.

Trump cancela visita surpresa à zona desmilitarizada entre Coreias

"Tem ao menos seis ferimentos por bala, incluindo um no estômago, o mais sério", revelou o médico Lee Cook-Jong.

Panmunjom é a aldeia situada onde em 1953 se firmou o armistício que acabou com a Guerra da Coreia, iniciada três anos antes.  /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.